terça-feira, 11 de agosto de 2009

Diário de viagem 4


Jandilene e Samuel Bigão em pontos turistícos da Hungria e Turquia
Romantismo, história e boas compras em Budapeste e Istambul
Um mergulho no multifacetado e curioso mundo dos sultões. O casal paulista Jandilene (48) e Samuel Reis Bigão (55) viveram dias densos entre Budapeste, capital da Hungria, e Istambul, na Turquia. A viagem, que aconteceu em março, rende ainda boas lembranças.

Dentre as inúmeras peculiaridades, Budapeste é conhecida também como a capital dos SPA's, devido a sua enorme quantidade de banhos termais.

No roteiro de visitas às duas cidades, Jan e Samuel percorreram pontos turísticos como a mesquita azul, o castelo de Buda, a Catedral de Santa Sophia, o Palácio de Topkapi (considerado o maior e mais antigo palácio), o Grand Bazar (um aglomerado de 4.000 lojas e bancas situadas em uma mesma área, onde há objetos típicos como narguilés, louça, tapetes, temperos, chás doces típicos e etc.).

Em Budapeste, a hospedagem foi no Sofitel Maria Dorotthya (lado Peste), com vista para o Palácio de Buda e ótima localização. A dica deles é que, na cidade, a hospedagem seja do lado Peste, onde está o centro comercial e também os lugares a serem visitados, já que o lado Buda está na parte histórica da capital.

Dois continentes em um só. Assim é Istambul, que tem um pé na Europa e outro na Ásia. Depois de ter sido a cidade mais rica do mundo cristão, quando ainda se chamava Constantinopla, hoje o luxo de Istambul está confinado em locais como o Topkapi, antiga residência imperial formada por diversos pavilhões e pátios internos. Na cidade, Jan e Samuel ficaram no The Ritz Carlton, um hotel com localização privilegiada e vista para o estreito de Bósforo.

Como o casal viajou em março, pegou frio nas duas cidades. Roupas específicas para temperaturas baixas fizeram total diferença na bagagem. “Não passei frio e me senti sempre elegante”, diz Jan. Daí sai a dica para quem repetir um roteiro como o seu. “Não leve muita roupa para a viagem. Nada de se exagerar nos casacos. O que faz você não passar frio, não é o volume e sim o tecido apropriado”.

Outro toque interessante é quanto ao câmbio da moeda local. Troque apenas o suficiente para gastos pequenos, pois a maioria das lojas aceitam cartões e Euro. De resto, a recomendação é curtir o passeio e aproveitar as pechinchas oferecidas pelos mercadores locais.

“Em Budapeste, andar a noite sobre a ponte iluminada que liga Buda a Peste é muito romântico e em Istambul um passeio noturno de barco seguido de um jantar num castelo com uma apresentação de uma dança do ventre são imperdíveis”, atestam Jandilene e Samuel.

Envie também o seu Diário de Viagem para o email viagemabaixodezero@hotmail.com e divida com outros viajantes experiências únicas de lugares por onde passou.

Leia mais sobre as duas cidades em:

3 comentários:

  1. Achei as jaquetas e meias na www.benevento.com.br

    ResponderExcluir